20 março 2005

reflexões quebradas

eu coa mão escachadaLevo já uns dias coa mão esquerda quebrada. Eis um desenho feito coa minha dereita, que é a má quando a esquerda, a boa (sou canhoto) funciona optimamente.
Quinze dias manco da mão esquerda, com muito tempo para cismar, tempo de mais, e ainda restam quatro semanas mais coa escaiola.
Falava noutrontem co Ike, ou melhor, dizia-me ele a mim, que na rede estava rodeado de gente com talento, e nomeava alguns... mas eu disse-lhe que o talento não era cousa muito extraordinária, mas abundante; a questão é que era difícil atopa-la ou que chegase a ser popular, e agora, coa www, há mais oportunidades para que gome, e por isso.

Com isto da mão, concluí que por mais que o ser humano tiver um cérebro privilegiado, sem as mãos, para bem ou mal, não teria chegado até aqui. As cousas mais parvas que antes fazia, são agora tarefa de titã. Isso sim, tenho tempo a fartar para tudo, mesmo para reagir isto.

Sem comentários:

Enviar um comentário